-->

Páginas

terça-feira, 8 de junho de 2010

A menina de vidro.


Eu sinto como se eu fosse feita de vidro. E a qualquer momento, todas as minhas peças podem se quebrar e quebra. É sempre mais fácil culpar outras pessoas, não é? Seria fácil dizer que ele fez isso para mim, que ele se tornou uma parte de minha alma, que a sua partida da minha vida me mandou uma espiral fora de controle. E talvez até certo ponto isso é verdade. Não há dúvida de que eu dei meu coração a um rapaz que correu tão longe com ele que eu não tenho certeza que ele vai realmente voltar. Mas, para colocar toda a culpa sobre ele seria ingênuo, e eu nunca iria querer lisonjeá-lo dessa maneira. A verdade é que eu estava quebrada antes de ele chegar em minha vida. E agora que foi embora, eu só estou a um passo de ruptura. Meu problema não é fazer alguém se apaixonar por mim, é se apaixonar por mim. Eu tenho lutado por anos para ser feliz com quem eu sou, e eu cometi o erro de deixar que alguém tente me fazer feliz, me fazer mais viva. Mas como eu posso culpar alguém de cair de amores por mim, quando eu mesmo nunca me amei ?

Um comentário:

  1. Seu blog é muito bom por isso vim até o seu espaço e gostei muito do que li por aqui. Tenho um blog Tb gosto d++ de poemas. E estou te seguindo se VC puder da uma passada La no meu blog. E VAI SER UM PRAZER SE PUDER ME SEGUIR...Bejs . Déia.........
    Esse é o link do meu blog
    http://wwwdeiablog.blogspot.com/

    ResponderExcluir