-->

Páginas

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Pesadelo.



                 - Parece que eu estou passando por coisas que qualquer outra garota de 16 anos não aguentaria. Eu mesma não aguento mais.
Aquelas vontades que dão às vezes, de sumir, e de simplesmente não existir, agora estão tão presentes em mim todos os dias, que praticamente já me pertencem.
E por mais que eu tente fingir, e fazer com que eu mesma acredite que eu estou bem, e que tudo está em seu perfeito lugar, não tem como, porque não está.
E quando eu me pergunto qual é o sentido disso tudo, nada me vem a cabeça.
Eu posso estar sendo a pessoa mais idiota do mundo por isso tudo estar me afetando tanto, mas eu não ligo.
Tento me focar nas coisas que realmente importam e que me fazem bem, mas é como se eu e a coisas boas fôssemos ímãs, com campos magnéticos totalmente opostos, e o que me faz mal, é o ímã totalmente compatível com o meu, porque tudo sempre acaba voltando a isso.
E eu sei que eu mesma sempre digo que o importante é que eu estou viva, mas no momento, eu realmente e sinceramente, não me sinto assim. Só meu corpo está presenciando tudo isso, e minha alma e minha mente estão em algum lugar muito longe, em alguma época paralela, em que eu me sentia bem, a todo tempo.
E eu apenas descarrego aqui, tentando pensar que desabafando, todos os sentimentos ruins vão embora de mim, mas é inútil, porque infelizmente, eu sei que eles não vão tão fácil, e tão cedo.
Nem todos os pensamentos positivos, e todas as tentativas de recomeçar, me fazem ficar melhor, e eu vivo me perguntando o por que, mas parece que ninguém é capaz de me responder.
Isso tudo parece o mais horrível pesadelo, do qual eu tento e quero desesperadamente acordar, mas parece que não é possível.

Um comentário:

  1. perfeito! você não é a única que está passando por tudo isso.

    ResponderExcluir